revista b / destinos

Destinos

Bélgica, Holanda e Vale do Reno

A proposta é embarcar num circuito por estes três destinos europeus numa única viagem de sonho. São autênticos quadros pintados, cheios de romantismo aliado ao espírito avant-garde… inspire-se!



Bélgica

De Bruxelas a Bruges

Bruxelas é muito mais do que uma das três sedes do Parlamento Europeu e do que um destino de negócios. A capital belga é mesmo um paraíso para os amantes de histórias de quadrinhos, já que é a terra de Tintin, Lucky Luke, Smurfs. E é também o lugar onde estão os maiores museus de miniaturas e carros antigos da Europa, para muitos é também considerada a capital mundial da cerveja, e é apreciada pelos deliciosos chocolates e waffles. Nada como provar! Imperdíveis são também as vistas panorâmicas dos edifícios mais representativos, como o Grand Place, o Atomium, a catedral de São Miguel e o Manneken Pis (símbolo da cidade).

A seguir, a viagem segue em direção a Gent, considerada a Pérola de Flandres, onde a animação não falta, até porque é uma cidade universitária, movimentada por festivais de música e cinema. Vale a pena a visita ao centro histórico e à catedral de S. Bavon, onde se pode admirar o políptico A Adoração do Cordeiro Místico, de Jan van Eyck.

O caminho vai dar a Bruges, cidade que conserva ainda a sua beleza medieval. Apenas a uma hora de carro da capital belga, esta cidade é dividida por canais cheios de lugares que convidam a passeios românticos e não será por acaso que aqui está o Lago do Amor. Conhecida como a Veneza do Norte, as duas grandes atrações do centro histórico de Bruges são a Praça do Mercado e a Praça Burg.








Holanda

De Roterdão a Amesterdão

Mesmo ali ao lado, a Holanda, com Roterdão, o maior porto da Europa. Depois o caminho segue para Delft, famosa pelas suas porcelanas e logo depois, Haia, capital administrativa do país, também conhecida como cidade real próxima do mar do Norte.

Depois é tempo para seguir para Amesterdão e descobrir a magia desta cidade muito avant-garde, cheia de canais e atrações para todos os gostos. Vale a pena passear a pé – ou, se se atrever, de bicicleta! – pelo centro histórico, ir conhecer o moinho de Rembrandt, o bairro sul, a praça dos museus, o grande canal Amstel, o antigo porto, a praça Damm, a estação central, o bairro judeu e, imperdível é também o mercado das flores!


Vale do Reno

Um cruzeiro da Alemanha até ao mar do Norte

Para terminar a viagem em grande, sugerimos um cruzeiro no Reno, aquele que é o maior rio da Europa Ocidental, a partir de Boppard, cidade alemã. Embarque nesta ideia e deixe-se fluir no cruzeiro até St. Goar, e pelo caminho vá observando vários castelos e vinhedos espalhados ao longo das margens do Reno. Quando chegar à cidade de Sankt Goarshausen, dê especial atenção ao rochedo Loreley, que se eleva a 120 metros acima do nível do rio, na parte mais estreita do Reno entre a Suíça e o mar do Norte. O nome está associado a lendas germânicas sobre ninfas que viviam nas águas.






Sabia que?

Pode repartir as suas compras para valores acima de €250 e pagar em prestações fixas mensais.
Saiba mais em barclaycard-extra.com.
TAEG 19,2% Exemplo para um financiamento de €1.000, com reembolso em 36 prestações fixas mensais de €35,65 à Taxa de Juro Nominal (TAN) aplicável de 17,00%. Montante total imputável ao consumidor de €1.294,84. Às prestações apresentadas acresce imposto do selo sobre juros à taxa em vigor.

Fotogaleria

A Grand Place de Bruxelas é uma das mais belas praças da Europa, com edifícios de fachadas ricamente decoradas e arquitetura de três épocas diferentes: barroco, gótico e Luís XIV A nave da catedral de Saint Michael e Saint Gudula, em Bruxelas. As obras de construção começaram no século XI e prolongaram-se até ao século XVI, atravessando várias épocas arquitetónicas, do românico ao gótico A catedral de São Bavo, com a sua imponente torre, a mais alta da cidade, demorou quatro séculos a ser concluída. Dá nome à praça onde, segundo a lenda, nasceu a cidade The Stadhuis, a Câmara Municipal da histórica cidade belga de Bruges O edifício do Parlamento em Haia, a capital política dos Países Baixos O complexo do palácio Binnenhof (séculos XII-XVII), em Haia, sobranceiro ao lago Hofvijver Uma vista típica de Amsterdão A Amsterdão dos canais, com os seus barcos, restaurantes, bicicletas, pontes e as típicas casas de arquitetura holandesa Um barco navega pela madrugada no rio Reno em Osterspai, próximo de Boppard, no “lander” alemão da Renânia-Palatinado Vista do Reno, na região de Boppard, uma das vias de transporte mais importantes para transporte de cargas entre a Holanda, a França e a Alemanha



A sua opinião é muito importante para melhorarmos!

Procuramos melhorar cada edição que fazemos. Contamos com a sua ajuda para avaliar este artigo e a revista b. Basta apenas 1 minuto.

Quero dar a minha Opinião