revista b / gourmet

Gourmet

Sushi, uma dança de paladares

A cozinha japonesa tem vindo a ganhar cada vez mais adeptos, não só em Portugal, mas em todo o mundo, inclusivamente no Japão. Se passearmos pelas ruas das principais cidades ou viajarmos pelo estrangeiro, independentemente do país onde estejamos, encontramos uma série de variedades de restaurantes japoneses, onde podemos ser servidos de vários tipos de sushi.



Prazeres associados ao sushi

Mas qual é, afinal, o motivo que explica a moda do sushi? Poderá ser por se tratar de um alimento saudável e dietético? Será pelo sabor, pela originalidade e pela estética? Ou será porque a sua preparação é uma arte, cuidada ao máximo detalhe, com todos os elementos em harmonia, o que o torna ainda mais apetecível e agradável à vista?

O sushi é, como sabemos, um prato tradicional do Japão, preparado à base de arroz condimentado com vinagres japoneses ligeiramente doces, e outros ingredientes como peixe cru fresco, verduras e marisco. Além de, em termos nutritivos, ser um alimento rico é dietético e muito saboroso, o que explica o aumento de adeptos fanáticos por sushi.

A origem do sushi

O interesse pela gastronomia japonesa aumenta a cada dia, não apenas pelo seu sabor, mas essencialmente por ser saudável. Um dos pratos mais populares da cultura oriental é o sushi, uma variedade gastronómica reconhecida internacionalmente. As origens deste prato remontam ao século IV a.C., no Sudoeste Asiático, em que se utilizava uma porção de arroz cozido para conservar o peixe por mais tempo em boas condições. Assim, retirava-se a cabeça e as vísceras do peixe e o filé era conservado salgando-o e acondicionando-o entre camadas de arroz, onde o peixe fermentava. Meses depois, o arroz era descartado e o peixe consumido (constituindo uma fonte importante de proteínas).

Aos poucos, a técnica de conservação do peixe foi transformando-se num prato, e o sabor ácido consequente da fermentação foi substituído por vinagre. Por volta do século XIV, os japoneses, grandes apreciadores de arroz, passam a consumir não só o peixe como também o arroz, antes que este fermentasse. Surge assim o namanarizushi, que originou os tipos de sushi conhecidos na atualidade.

No período Edo (séculos XVII a XIX), o arroz passa a ser temperado com o vinagre e o peixe passa a ser consumido cru e fresco. Surgiu assim o hayazushi.

Preparado basicamente com arroz, peixes e frutos do mar, o sushi tornou-se moda em vários países do Ocidente, pelo seu sabor exótico e agradável e por ser reconhecido como uma das iguarias mais saudáveis do mundo.



Sabia que...

Se ainda resiste ao sushi, ou pelo contrário é um daqueles fãs que poderia alimentar-se todos os dias desta iguaria, fique a saber um pouco mais.

  • Ajuda a manter a linha. Raramente alimentos com poucas gorduras e baixas calorias são tão saborosos como o sushi. Para quem procura uma alimentação equilibrada, é o ideal.
  • Digestão fácil e rápida. Os ingredientes com que se prepara o sushi, garantem digestões ligeiras e rápidas.
  • Saudável. O sushi contribui para aumentar a quantidade de vitaminas e oligoelementos como o ómega 3, essenciais para prevenir doenças cardiovasculares. Além disso, melhoram a circulação.
  • É uma excelente forma de incluir peixe na nossa alimentação ou, por exemplo, de surpreender os convidados num jantar preparado à base de sushi, em que se promete uma autêntica festa de sabores.








Onde comer sushi?



A sua opinião é muito importante para melhorarmos!

Procuramos melhorar cada edição que fazemos. Contamos com a sua ajuda para avaliar este artigo e a revista b. Basta apenas 1 minuto.

Quero dar a minha Opinião