revista b · Fim de semana

Fim de semana

Vale a pena regressar à Ericeira

A Costa Oeste foi sempre procurada por quem sabe apreciar o peixe fresco ou o marisco, que, por ali, tem um sabor diferente. Porém, hoje, a Ericeira é mais do que as praias que a rodeiam, é uma Meca para todos os praticantes de surf que procuram os melhores spots para a prática do seu desporto de eleição.



Ribeira d’Ilhas é das praias mais “badaladas”. O seu point break (praia com fundo de rocha) tem boas ondas direitas (ou formadas à direita do surfista). É uma proposta completa: tanto serve para iniciação, como para quem já tem bastante experiência. Ali, funciona a Pocean Surf Academy, uma escola de surf com aulas para miúdos e graúdos.





Entre as memórias e a bruma

A Ericeira é uma das vilas mais turísticas da Costa Oeste, com memórias que ficaram gravadas nos postais dos anos 60, onde as imagens esbatidas pelo tempo ainda permitem ver os mantos de neblina que costumam marcar as manhãs dos dias em que o sol demora a acordar e só brilha ao longo da tarde. Nesses tempos, a praia pertencia apenas aos pescadores e, nos meses de verão, se abria as portas aos veraneantes, era apenas devido aos seus altos índices de iodo. Desses tempos, restam memórias como o “eterno” Ouriço, uma discoteca por onde passaram gerações de jovens ao longo de cinquenta anos.

Reserva mundial do surf

Nos últimos anos, a Ericeira tem sido considerada um dos melhores destinos de surf da Europa. Em outubro de 2011, as ondas da Ericeira foram consideradas como Reserva mundial do surf, numa iniciativa da Save the Waves Coalition que distingue as mais importantes áreas para a prática mundial do surf, com base em quatro critérios: qualidade e consistência das ondas, importância para a cultura e história da modalidade, características naturais e ambientais e apoio das comunidades locais.

A world surfing reserve da Ericeira cobre onze quilómetros de costa, entre as praias do Matadouro e de São Lourenço, e inclui alguns breaks de renome mundial, como o da Ribeira d’Ilhas.





Qualquer idade é boa para começar a aprender a fazer surf. A agilidade dos mais novos facilita a aprendizagem. As pequenas ondas são o primeiro passo para voos mais altos. A costa da região oeste é uma das mais belas do país. Vale sempre a pena regressar às belezas da Ericeira. Ao fim do dia o sol esconde-se atrás da imensidade do mar.