revista b · Destino de sonho

Destino de sonho

Safari no Quénia

África é fascinante. Cruzar o continente abaixo da linha do Equador, atravessar o Quénia, com passagem pelo Vale do Rift, onde se encontram as placas tectónicas africana e arábica, e ver os parques naturais que preservam a vida selvagem, é uma viagem de sonho e uma proposta da Geostar num programa inesquecível.



Nairobi, a agitada capital do país, é o ponto de partida, uma metrópole onde se cruzam mais de três milhões de pessoas. O Aberdares Country Club não fica longe. No cimo de uma magnífica colina, numa região onde passeiam elefantes, rinocerontes e os bongos, raros antílopes noturnos com riscas pretas e castanhas, este resort é a melhor forma de tomar contacto com um mundo feito de grandes espaços.

A viagem prossegue num safari que passa pelo Lago Naivasha, no caminho para o Vale do Rift, rumo ao Parque Nacional do Lago Nakuru, cenário do filme África Minha. É um santuário dos rinocerontes brancos, uma espécie em vias de extinção. Por ali também se podem descobrir leopardos e as girafas Rothschild, tal como espécies mais comuns como o leão ou os flamingos que dão cor ao Lago Naivasha.

As planícies do Parque Natural de Masai Mara, a terra dos guerreiros masai, são o habitat de elefantes, girafas, leões, leopardos, chitas, hienas, chacais e centenas de impalas, topis e gazelas Thompson. É aqui que anualmente se reúnem os milhões de gnus, seguindo o relógio biológico na grande migração que os leva até às planícies verdejantes do Seringueti.

O regresso a Nairobi serve para fazer o balanço de tanta emoção antes de voltar a Portugal. Aproveite ainda para desfrutar do majestoso nascer do sol africano. Há quem diga que este é inesquecível.

Mais do que uma viagem de sonho, este é um grande desafio para todos quantos gostam de descobrir novos horizontes...

Nairobi é uma cidade de contrastes. A vertigem do trânsito no continente africano. As imensas massas de flamingos que dão cor ao Lago Nakuru. Até os leões respeitam o imponente búfalo africano. O elefante é um habitante regular do parque natural Masai Mara. As manadas de impalas agitam a imensidade da savana. Em Naivasha, onde a savana africana se perde de vista. As formações rochosas que criam vales férteis, na planície de Naivasha. A chita, o animal mais rápido do planeta, é uma das espécies mais difíceis de observar.