revista b / city break

City break / Valência

Viagem ao berço
da Paella e da Lladró

Situada na costa mediterrânica espanhola, com trezentos dias soalheiros e excelentes temperaturas, Valência é famosa pela deliciosa paella que ali teve origem, assim como pela porcelana artesanal Lladró. E as surpresas não se esgotam nesta cidade cuja catedral abriga o Santo Graal.



Depois dos árabes introduzirem o arroz na cidade, nasceu o prato estrela de Valência, símbolo da cozinha espanhola: a paella. Há que degustá-la, assim como às tapas de chocos grelhados, aos mexilhões ao vapor, ao presunto, às conquilhas, ao esgarraet, às puntillas ou às patatas bravas, acompanhadas por uma caña, o copo de cerveja à pressão, ou por sangria nas bancas das praças do Mercado, do Collado, do Negrito ou nos bares da Rua Caballeros. E vale a pena desfrutar de um lanche numa esplanada, para provar os biscoitos tradicionais fartós, acompanhados do popular refresco Horchata de chufa.

Valência tem sete quilómetros de praia, entre as urbanas, acessíveis de metro ou de elétrico, e as mais selvagens, como a de El Saler, no Parque Natural de la Albufera.

A cidade tem para oferecer ainda um jardim de nove quilómetros, criado no antigo leito do Rio Túria, cujo curso original foi desviado. Esta serpentina verde gigante, que parte a cidade a meio, convida a passear a pé ou a andar de bicicleta para descobrir as várias cafetarias, os museus, os monumentos e as pontes. Vale a pena visitar o Parque Natural de la Albufera de barco e assistir a um inesquecível pôr-do-sol.







O tradicional e o moderno

Cidade cosmopolita com uma vida comercial intensa, Valência une tradição artesanal a peças de vanguarda e a oferta é imensa no centro histórico ou em bairros como o de Ruzafa ou o de Eixample, que respiram moda e design. Valência é, também, a cidade berço da porcelana artesanal Lladró, criada em 1969. O museu desta marca merece uma visita.

Palco de vários eventos ao longo de todo o ano, no verão enche-se de mais cor e sabor. No rescaldo da restaurant week, que decorreu entre 7 e 16 de junho, aproveite para jantar num dos vários restaurantes com estrelas Michelin.

Julho, é tempo de uma visita à feira e à Batalla de las Flores. O Festival da Tomatina, a 28 de agosto, é garantia de animação.





Valência é uma sobreposição de culturas romana, visigoda, muçulmana e medieval, uma cidade de referência na arquitetura e um símbolo de vanguarda europeu. Prova disso são os seus monumentos e as grandes construções do século XXI.

1. Cidade das Artes e Ciências

Exemplos de arquitetura futurista, da autoria do arquiteto valenciano Santiago Calatrava, os edifícios albergam um cinema IMAX no Hemisfèric, o maior aquário da Europa, no Oceanogràfic, uma exposição didática e interativa no Museu das Ciências Príncipe Felipe e a ópera vanguardista no Palau de les Arts Reina Sofía. Além disso, inclui a ponte de Assut de l’Or e a Ágora, sede principal do Open de Ténis 500.

2. Bairro del Carmen e os palácios

O bairro milenar da cidade cresceu entre duas muralhas, a muçulmana e a cristã. Um passeio pelas labirínticas ruas empedradas, ladeadas por imponentes edifícios medievais, é uma viagem no tempo. Entrar nos palácios, atravessar as portas medievais das Torres de Quart e das Torres de Serranos, e caminhar pelos seus recantos mais singulares, são itinerários obrigatórios.

3. Praça da Virgem

Vinte e um séculos de história no coração da cidade, onde se encontram tesouros patrimoniais como a Catedral de Valência, o Miguelete, a Basílica da Virgem, a Almoina ou o Tribunal das Águas (declarado Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO).

4. Praça do mercado e Lonja de la Seda

Imperdível é a visita ao Mercado Central e à Lonja de la Seda, declarada Património da Humanidade pela UNESCO. Junto destes edifícios, a Igreja dos Santos Juanes.
 

5. Museus

Existem 34 museus para desfrutar da arte, da história e da arquitetura de Valência, entre os quais o Museu Nacional de Cerâmica, no Palácio do Marqués de Dos Aguas, as obras de Sorolla, Goya ou Zuloaga, no Museu de Belas-Artes San Pío V, conhecer as Fallas, no Museu Fallero, ou apreciar Arte Contemporânea no IVAM ou no MUVIM.

6. Praça da Câmara Municipal

Em forma de triângulo, está rodeada de alguns dos edifícios e lugares mais representativos da cidade, como a Praça de Touros, a Estação do Norte, a Câmara Municipal de Valência, o edifício dos Correios ou a Praça Redonda, entre outros. É conhecida por ser o lugar onde se celebram todas as mascletàs que têm lugar durante o mês de março, assim como as tradicionais Fallas.

O interior do rico mercado Central O palácio Pio V, que alberga o Museu das Belas Artes A estação do Norte, principal nó de transportes da cidade, foi inaugurada em 1917 A Praça da Virgem, onde se encontra a Catedral de Santa Maria A Praça Redonda, inicialmente pensada para o comércio de alimentos, hoje diversificou os produtos e serve essencialmente o turismo A Praça Redonda, também conhecida como Clot, foi desenhada por Salvador Escrig Melchor A Cidade das Artes e das Ciências, é um complexo cultural desenhado por Santiago Calatrava e Félix Candela A Cidade das Artes e das Ciências, inaugurada em 1998, integra museus, o oceanário, uma casa de ópera e um cinema Imax Inaugurado em 2002, o oceanário de Valência é o maior parque marinho da Europa No passeio marítimo de Valência, que acompanha as praias, encontra várias esplanadas onde poderá experimentar a gastronomia valenciana

7. Marina Real

Na Marina Real Juan Carlos I, encontram-se os Tinglados, do século XIX, o Edifício do Relógio e o Edifício Veles e Vents, emblema da nova marina. São de destacar os seus locais comerciais, as esplanadas e os restaurantes, com vistas maravilhosas.

8. Parque Natural de la Albufera

O Parque Natural de la Albufera é um mundo de Natureza a dez quilómetros da cidade. Visitá-lo é perceber o cuidado do valenciano pelo Meio Ambiente e descobrir as origens da gastronomia valenciana, nomeadamente o arroz.

9. Jardins do Túria

Um jardim de nove quilómetros situado no antigo leito do Rio Túria constitui um espaço verde que atravessa a cidade de oeste a este, até chegar à Cidade das Artes e Ciências. Será imprescindível uma paragem no Palau de la Música e desfrutar das pontes singulares que o cruzam de norte a sul.

10. Bioparc Valencia e Oceanogràfic

Parque zoológico com uma extensão de 100 mil metros quadrados, onde é possível conhecer a fauna e a flora em distintos habitats, como a savana africana, a África equatorial ou Madagáscar. O Oceanogràfic é o maior aquário da Europa, que alberga 45 mil seres vivos de quinhentas espécies diferentes. Nele, estão representados os principais ecossistemas marinhos do planeta.