revista b / roteiro

Para aproveitar no verão

Das investigações do detetive Harry Bosch ao último album dos Daft Punk, com o megasucesso Get Lucky, há muito para ler e ouvir neste verão, onde o ponto alto são os seus tradicionais festivais.




Livros

E as Montanhas Ecoaram, de Khaled Hosseini (Presença)

Afeganistão, 1952. Um pai vê-se obrigado à difícil decisão de ter de vender a filha para poder sustentar os outros filhos, afastando, assim, a pequena Pari da restante família e, sobretudo, do irmão Abdullah, que havia cuidado dela desde a morte da mãe de ambos. Uma saga familiar comovente sobre a importância dos laços que parecem resistir às mais duras provas.

A Reviravolta, de Michael Connelly (Porto Editora)

Considerado pela crítica como um dos melhores trabalhos do autor, este livro (que já foi número 1 no top do The New York Times) insere-se na série protagonizada pelo detetive Harry Bosch, que, desta vez, vai ter de aliar-se ao gabinete do Ministério Público, seu habitual opositor. Juntos, regressam, 24 anos depois, ao caso de uma menina de doze anos brutalmente assassinada.



Deus é amigo do Homem Aranha, de Maria Inês de Almeida (Esfera dos Livros)

“As cegonhas são galinhas compridas”, “o amor é um quebra-cabeças” e “os computadores são miolos”. São frases como estas que surgem num livro onde se encontram reflexões dos mais pequenos sobre os mais variados temas, do amor ao divórcio, passando pela escola e pelos amigos, pela vida e pela morte. Os testemunhos foram recolhidos em escolas e colégios de todo o país e mereceram, depois, a análise de especialistas como o pediatra Mário Cordeiro ou Frei Bento.

A Princesa de Clèves, Madame de La Fayete (Dom Quixote)

Os últimos anos de Henrique II e a vida na corte dos Valois serve de pano de fundo a este livro, um romance histórico publicado anonimamente em 1678. Além de funcionar como retrato de uma época, é também testemunho da importância das mulheres na vida cultural do século XVII.

Em Nome do Pai, de Nuno Lobo Antunes (Lua de Papel)

Depois de Sinto Muito, o neuropediatra regressa à escrita com um livro onde recria as últimas horas de vida de São José. Cansado e angustiado por remorsos e dúvidas, questiona Deus e as suas escolhas, que acabaram por determinar o rumo da sua vida.


Discos

Searching for the Sugarmen, Rodriguez (Sony)

Distinguido com um Óscar nesta categoria, trata-se do muito premiado documentário que conta a vida do cantor de origem mexicana, recuperando um conjunto de canções que, apesar de contarem mais de quarenta anos, mantêm uma sonoridade atual.

Random Access Memories, Daft Punk (Sony)

Get Lucky é o tema de avanço do álbum que marca o regresso do duo e que, desta feita, conta com a companhia de convidados especiais como Giorgio Moroder, Julian Casablancas, Panda Bear (dos Animal Collective) e Todd Edwards, já para não falar de Pharel Williams que dá voz ao referido single de estreia, já proclamado como um dos hinos deste verão.

Música para Churrasco, Vol. 1, Seu Jorge (Universal)

É a banda sonora perfeita para reuniões de verão, sejam elas diurnas ou noturnas. O concerto que o músico brasileiro deu em 2011 chega finalmente às lojas, num álbum que, tal como o seu autor, é sinónimo de alto astral. Perfeito para dançar noite dentro.


Cinema

Além da Escuridão – Star Trek, de J. J. Abrams

É o regresso de um dos clássicos de ficção científica, recheado de aventura e emoção, com a indispensável caça ao homem e às forças do mal que põem em causa a ordem natural do planeta. O filme conta com as interpretações de Chris Pine e Zoe Saldana.

Antes da Meia-Noite, de Richard Linklater

É a terceira parte do filme que marcou uma geração. Dezoito anos depois de Antes do Amanhecer e nove após Antes do Anoitecer, Celine e Jesse (personagens interpretadas por Julie Delpy e Ethan Hawke) voltam a encontrar-se, desta vez na Grécia. Casados, com filhos e profissionalmente bem sucedidos, voltam a ser confrontados com os seus sentimentos, agora enquadrados por uma idade e mentalidade diferentes.


Festivais

Meo Sudoeste, Herdade da Casa Branca
Zambujeira do Mar

Já foi um dos maiores festivais do país e continua a ser ponto de paragem incontornável nas romarias musicais de verão. Este ano, de 7 a 11 de agosto, estão prometidas as atuações de Pitbull, Fatboy Slim, Clavin Harris e Snoop Lion, entre outros.
As praias, claro, também estão à disposição dos festivaleiros, para tornar a experiência ainda mais completa.


Cool Jazz, Oeiras

É entre os Jardins do Marquês de Pombal e o Parque dos Poetas que se dividem os concertos de um festival criado há dez anos e que foi gradualmente conquistando o seu espaço e identidade própria. Apesar do festival ter arrancado no início de julho, pode ainda assistir aos concertos de Jamie Cullum (26 de julho) e John Legend (27 de julho).

Paredes de Coura, Praia Fluvial do Rio Tabuão

O enquadramento natural faz deste um festival especial, com direitos a mergulhos no rio local e muito ar puro à mistura. Compreende-se, por isso, que já tenha ultrapassado as duas décadas de longevidade, e nem por isso dá sinais de cansaço. Este ano, de 14 a 17 de agosto, tocam os Alabama Shakes, The Knife, The Kills, Belle & Sebastian, entre outros.

Milhões de Festa, Parque Fluvial, Barcelos

É a alternativa para quem prefere a alternativa. Dedicado a sonoridades que pouco ou nada têm a ver com o mainstream, apresenta, entre 25 e 28 de julho, bandas como os Loosers, Process of Guilt, Quelle Dead Gazelles, Mr. Miyagi, Zombie Zombie, entre outros nomes (ainda sujeitos a confirmação).


Outros Sons

Jardins com Música lá dentro

Começou em maio e prolonga-se até setembro, para provar que o verão na cidade também pode ser bom. Todas as sextas e domingos, ao final da tarde, o Meo Out Jazz traz música e boa onda a zonas específicas e espaços verdes de Lisboa, revelando-se numa escolha segura e agradável para toda a família. Já em julho, aos domingos, todos os caminhos vão dar ao Jardim da Estrela, em agosto, é a vez de rumar aos jardins do Parque Eduardo VII, mas há muitos mais cenários para descobrir e finais de tarde para aproveitar. Para ficar a conhecer a programação com detalhe, consulte www.ncs.pt/outjazz-programa.php.

Músicas do Mundo, Sines

Entre 18 e 27 de julho, Sines é palco de romarias e de uma atmosfera mágica, que cruza referências e sons dos quatro cantos do mundo. É o festival da world music, a contar, este ano, com as presenças confirmadas de Amadou & Mariam, Rokia Traoré, Akua Naru, entre muitos outros.